Buscar
  • Daniel Dias Machado

Toxina Botulinica (Botox) a no tratamento de Rugas Faciais

Atualizado: 11 de abr.



RESUMO: O Botox A é utilizado em diversas doenças no campo da medicina, principalmente na dermatologia, para fins cosméticos. É produzido pela bactéria Clostridium botulinum e pode ser utilizado como tratamento para reduzir o aparecimento de rugas nas áreas superiores da face e elevar as sobrancelhas. Este estudo tem como objetivo principal pesquisar dados científicos publicados nos últimos anos sobre o Botox como um tratamento para a redução das rugas faciais. Foi realizada uma pesquisa do tipo quantitativa e explorativa nas bases de dados GOOGLE ACADÊMICO, PUBMED, SCIELO, de artigos publicados nos últimos 10 anos. O Botox atua bloqueando a liberação de acetilcolina, resultando na paralisia dos músculos locais, o que geralmente ocorre 24 horas a duas semanas após a injeção de Botox. Esse efeito durará de três a seis meses. A dose ideal de Botox cosmético em dermatologia é de 20 unidades. O Botox é relativamente seguro e não resulta em efeitos colaterais adversos. No entanto, em certas circunstâncias, o efeito do Botox se resolverá gradualmente, resultando na redução da paralisia muscular ao longo do tempo. Podemos concluir que o Botox é um medicamento bom e seguro para reduzir o aparecimento de rugas faciais.


PALAVRAS-CHAVE: Botox, Toxina Botulínica, Medicamento, Rugas Faciais.


ABSTRACT: Botox A is used in various diseases in the field of medicine, mainly in dermatology, for cosmetic purposes. It is produced by the bacterium Clostridium botulinum and can be used as a treatment to reduce the appearance of wrinkles in the upper areas of the face and raise the eyebrows. The main objective of this study is to research scientific data published in recent years on Botox as a treatment for the reduction of facial wrinkles. A quantitative and exploratory research was carried out in the GOOGLE ACADÊMICO, PUBMED, SCIELO databases of articles published in the last 10 years. Botox works by blocking the release of acetylcholine, resulting in paralysis of local muscles, which usually occurs 24 hours to two weeks after the Botox injection. This effect will last for three to six months. The ideal dose of cosmetic Botox in dermatology is 20 units. Botox is relatively safe and does not result in any adverse side effects. However, under certain circumstances, the effect of Botox will gradually resolve, resulting in reduced muscle paralysis over time. We can conclude that Botox is a good and safe drug to reduce the appearance of facial wrinkles.


Keywords: Botox, Botulinum Toxin, Medication, Facial Wrinkles.



Introdução

A toxina botulínica (Botox) é uma droga produzida a partir de uma toxina produzida pela bactéria Clostridium botulinum. Em grandes quantidades, essa toxina pode causar botulismo, uma doença que afeta os nervos. O Botox é utilizado desde a década de 1970 na área da oftalmologia e, nos últimos 20 anos, seu uso se expandiu para diversos âmbitos da saúde, especialmente a dermatologia (MORIARTY, 2013).

O Botox consiste em 7 tipos de neurotoxinas; no entanto, apenas as toxinas A e B são usadas clinicamente. O Botox A é utilizado em diversas doenças do campo da medicina, principalmente na dermatologia, para fins cosméticos. O primeiro tipo de Botox introduzido no mercado foi a toxina onabotulínica A. Em 2002, foi recomendado o uso como tratamento cosmético para linhas de expressão glabelar pela Administração de Alimentos e Medicamentos (AAM) A segunda formulação da toxina onabotulínica A, produzida na França, obteve licença da União Europeia para uso estético em 2006 e foi aprovada pelo AAM em 2009 (MORIARTY, 2013).


Tendo em vista, no que foi exposto o estudo gerou o seguinte questionamento: A toxina botulínica (botox) é eficaz no tratamento de rugas faciais?


Botox tipo A se tornou um termo usado pela sociedade para descrever todos os ingredientes usados em tratamentos cosméticos. Inumeros estudos relatam a eficácia do Botox A para reduzir o aparecimento de rugas faciais; desde então, tem sido usado como um tratamento cosmético. As injeções de Botox podem ser usadas para tratar linhas de expressão glabelares, rugas ao redor dos lábios (linhas de fumante) e linhas de marionete, bandas platismais no pescoço, estrabismo, blefaroespasmo, distonia cervical, hiperidrose bem como sincinesia após cirurgia facial.


Assim sendo, este estudo tem como objetivo principal pesquisar dados científicos publicados nos últimos anos sobre o Botox como um tratamento para a redução das rugas faciais.


Deste modo a relevância do estudo irá possibilitar informações sobre o tema que foram associadas ao longo do texto, para os especialistas da área da como também para pessoas que desejam realizar o botox, e por fim pra elaboração de novas pesquisas com a mesma temática e população.


A metodologia foi realizada por meio do levantamento de dados de livros, manuais de saúde pública e artigos científicos em português publicados nas bases de dados da BVS (Biblioteca Virtual em saúde), SciELO, (Scientific Electronic Library Online) e GOOGLE ACADÊMICO. A busca de referências foi desenvolvido buscando as publicações nos últimos 10 anos através dos descritores: Botox, toxina botulínica, medicamento, rugas faciais.


Desenvolvimento

O estudo de Avvaru Susmita et al., (2016) teve como objetivo avaliar clinicamente a eficácia da injeção de Botox na eliminação de rugas hiperdinâmicas da testa e os objetivos foram comparar a melhora pré-operatória e pós-operatória no número de rugas, graduação fotográfica e respostas de satisfação do paciente após a 1ª semana, 4ª semana e 16ª semana.


Um total de 10 pacientes foram incluídos aleatoriamente no presente estudo que eram cooperativos, motivados e esteticamente conscientes com rugas moderadas a graves na testa. A avaliação foi realizada clinicamente, fotograficamente (usando fotografias padronizadas) e as respostas de satisfação do paciente foram registradas na 1ª semana, 4ª semana e 16ª semana (AVVARU SUSMITA et al., 2016)


O grau de efeito desejado depende da complexa anatomia funcional e fisiologia da musculatura frontal. A injeção de Botox em 4-15 locais dependendo da gravidade foi sugerida. Em nosso estudo, em média, injetamos em 8-12 locais em linhas de rugas específicas da testa. O efeito do Botox não é apenas confinado no local da injeção, mas também se espalha em aproximadamente 3cm de diâmetro, enquanto a ação será mais forte dentro dos 2cm da injeção devido à difusão do Botox (LORENC et al., 2016).


Os resultados do nosso estudo mostraram melhora significativa no número de rugas em repouso (0,3 ± 0,48) e em ação (1,5 ± 0,85), na 1ª semana de pós-operatório. Da mesma forma, 0,3 ± 0,48 e 1,1 ± 0,70 no final da 4ª semana. Isso estava de acordo com o estudo de Ghalamkarpour F et al., (2013) o escore fotográfico de melhora das rugas foi de 1,4 ± 0,52 na 1ª semana, o que foi significativo quando comparado com o escore pré-operatório e permaneceu consistente até o final do acompanhamento na 16ª semana e estava de acordo com Solish et al., (2016) estudo que mostrou significância diminuição das rugas.


O índice de satisfação do paciente é um dos aspectos importantes dos procedimentos estéticos. A avaliação utilizada no estudo foi feita por meio de questionário de autoavaliação. A satisfação do paciente melhorou significativamente na 1ª semana com média de 4,3 ± 0,48 e 4,5 ± 0,53 na 4ª semana, o que permaneceu consistente mesmo no final da 16ª semana e estava de acordo com o estudo de Prager et al., (2013) Mas poucos pacientes podem precisar de reinjeção por causa da nova neurogênese e brotos axonais, que restabelecem os resultados da via do neurotransmissor na função muscular. Embora a ligação da acetilcolina seja permanente, o efeito paralítico persiste por um intervalo de 2 a 6 meses.


Nosso estudo mostrou consistência significativa na redução do enrugamento mesmo após 16 semanas, que pode ser multifatorial. A paciente foi informada para vir para acompanhamento posterior; se necessário para as injeções subsequentes. As complicações associadas variaram de ptose da pálpebra superior, cefaleia, dor no local da injeção, edema transitório, eritema e hematomas, mas nosso estudo não mostrou ptose, apenas três casos mostraram cefaleia leve diminuída à noite que foram tratadas com administração de analgésicos. Edema transitório foi observado em dois casos, que cedeu após a aplicação de gelo (KIM et al., 2015).


Foi observado um caso de eritema, que se resolveu em 48 horas. A desvantagem do estudo foi o custo do Botox, porque ele vem em um frasco grande que requer o agrupamento de pacientes para uso com boa relação custo-benefício. O armazenamento do Botox deve ser realizado de acordo com as instruções do fabricante. De acordo com a literatura publicada, injeções repetidas são necessárias para maior duração de ação (KIM et al., 2015).


Desvantagens associadas ao Botox são paralisia indesejada, ptose de sobrancelha e formato de sobrancelha indesejado. Eritema leve, edema e sensibilidade nos locais de injeção foram resolvidos em um dia. Pode ocorrer cefaleia com injeções faciais; parestesia ou disestesia na área de tratamento é rara. O futuro da injeção de Botox está se expandindo como uma modalidade independente de rejuvenescimento e reabilitação facial (KIM et al., 2015).


Pode ser usado com eficácia no tratamento de distúrbios dinâmicos dos músculos da face e do pescoço, o que ajuda a manipular com precisão o equilíbrio entre as complexas interações musculares, exercendo assim um efeito clínico. Além disso, uma variedade de procedimentos bem estabelecidos usam o Botox como um agente adjuvante para melhorar os resultados. Tivemos uma melhora significativa com resultados persistentes durante o estudo e foram apoiados pela literatura (KIM et al., 2015; RZANY, ZIELKE, 2013).


Conclusão

Com base nos estudos analisados, pode-se concluir que o Botox é um tratamento seguro na redução das rugas faciais. Existem várias questões relacionadas aos efeitos colaterais e complicações após a injeção. No entanto, existem várias técnicas para reduzir os efeitos colaterais e a taxa de complicações após a injeção.


As limitações de nosso estudo são a curta duração do acompanhamento, o pequeno número da amostra para avaliação e um único operador que realizou todas as injeções. O estudo justifica uma avaliação mais aprofundada em tamanho de amostra maior com estudos multicêntricos.


O Botox é direcionado para a melhoria estética. O escopo do Botox está aumentando a cada dia com sua segurança, eficácia e gama de aplicações. O Botox se tornou um dos melhores tratamentos para prevenir a aparência envelhecida e aumentar a juventude. A mudança no escopo da cirurgia oral e maxilofacial está nos levando em direção à estética facial.


Referências

AVVARU, SUSMITA. et al. Uma avaliação do uso da toxina botulínica do tipo A no tratamento de rugas dinâmicas na testa - um estudo clínico. J Clin Diagn Res. De outubro de 2016.

GHALAMKARPOUR, F. et al. Supraciliary rugas e toxina botulínica A. Clin Exp Dermatol. 2013.

LORENC ZP. et al. Compreendendo a anatomia funcional do complexo frontal e glabelar para uma terapia estética ideal com toxina botulínica tipo A. Aesthetic Plast Surg. 2016.

MORIARTY, KC. Toxina Botulínica no Rejuvenescimento Facial. 1ª ed. Espanha: Mosby; 2013.

PRAGER, W. et al. Início, longevidade e satisfação do paciente dentro da toxina cobotulínica para o tratamento de linhas de expressão glabelares: um estudo clínico prospectivo de braço único. Clin Interv Aging. 2013.

RZANY, B.; ZIELKE, H. Segurança da toxina botulínica em medicina estética In: de Maio M, Rzany B, editores. Toxina Botulínica em Medicina Estética. Nova York: Springer-Verlag Berlin Heidelberg. 2013.

SOLISH, N. et al. Eficácia e segurança do tratamento de onabotulinumtoxinA nas linhas da testa: um estudo multicêntrico, randomizado e controlado com variação da dose. Dermatol Surg. 2016.


8 visualizações0 comentário